Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

FarmacyCoach

Bem-Vindo ao meu Blog de Dicas de Saúde e Qualidade de Vida!

O que é Medicina Integrativa?

Medicina Integrativa.jpg

 

 

A Medicina integrativa refere-se ao uso de todos os métodos terapêuticos adequados (convencionais e alternativos)  em que se avalia a pessoa como um todo ,e onde a relação entre o profissional de saúde e o paciente é de extrema importância.

Baseada em evidências usa de todas as abordagens terapêuticas apropriadas para alcançar saúde e recuperação,  prevenindo doenças, e promovendo o bem-estar do paciente.

 

Assente na prática da medicina tradicional, a medicina integrativa inclui complementarmente o recurso a ortomolecular, anti-aging, homeopatia, homotoxicologia, epigenética, fitoterapia, mesoterapia médica, acupuntura médica, entre outros

 

A medicina complementar e alternativa (MCA) inclui uma variedade de métodos de cura e de terapias que existem no mundo todo e que não foram incluídos na medicina ocidental convencional.

Muitos aspectos da MCA estão enraizados em sistemas antigos e indígenos de cura, como os da China, da Índia, do Tibete, da África e das Américas. Muitos desses tratamentos e práticas de cuidados médicos são populares.

Na Medicina complementar as práticas de MCA são usadas com a medicina convencional, enquanto na medicina alternativa, a MCA é usada sozinha.

 A medicina convencional geralmente define a saúde como a ausência de doença ou de disfunção. As causas principais da doença e da disfunção são, quase sempre, consideradas fatores isolados, como bactérias ou vírus, desequilíbrios bioquímicos e o envelhecimento, e o tratamento geralmente envolve medicamentos ou cirurgia.

Em contrapartida, a medicina alternativa geralmente define a saúde de maneira holística, ou seja, como um equilíbrio entre os sistemas físico, emocional e espiritual, envolvendo a pessoa inteira, como um todo. Sabe-se hoje que a desarmonia entre esses sistemas cause a doença. O tratamento implica um fortalecimento das defesas do próprio corpo e a restauração desse equilíbrio.

 

Um número crescente de pessoas nos países ocidentais recorre à medicina alternativa como parte dos seus cuidados médicos. 

As suas recomendações irão seguramente ao encontro do indivíduo, tendo em conta a compreensão das suas componentes físicas, energéticas, emocionais, psicológicas e espirituais e incluindo também os aspectos do seu estilo de vida.

 

As situações pelas quais as pessoas têm maior probabilidade de procurar tratamentos de medicina alternativa são muitas, sendo as seguntes alguns exemplos:

 

  • Problemas musculoesqueléticos (por exemplo, dor crônica na parte inferior das costas, dor no pescoço ou dor nas articulações)
  • Ansiedade
  • Níveis altos de colesterol no sangue
  • Congestionamentos da cabeça e do peito
  • Cefaleias
  • Problemas do sono 
  • Obesidade 
  • Depressão 
  • Problemas de pele 
 

Além disso, muitas pessoas que enfrentam doenças graves, como o cancro, procuram terapias alternativas quando o tratamento convencional oferece pouca esperança.

Um grande número de terapias alternativas tem sido praticado há milhares de anos. Elas incluem acupuntura, meditação, ioga, dietas terapêuticas, massagem e terapêutica à base de ervas. No entanto, pode ser difícil fazer estudos de pesquisa sobre essas terapias.

 

 

 

Lembrando aqui Hipócrates para quem a tarefa do médico era curar ocasionalmente, remediar muitas vezes e apoiar sempre. Também a Medicina Integrativa acredita que o restabelecimento é sempre possível mesmo quando a cura o não é.

 

Partilhe!