Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

FarmacyCoach

Bem-Vindo ao meu Blog de Dicas de Saúde e Qualidade de Vida!

Campanha de Sensibilização da Prevenção do Cancro da Mama - 6 Benefícios da Romã

 

cartao_da_arvore_da_consciencia_do_cancro_da_mama-

 

Numa época em que o cancro alcança proporções inquietantes, a frase “a senhora tem cancro da mama”, encontra-se entre as mais temidas que uma mulher pode ouvir.

 

O cancro da mama não ocorre do dia para a noite, o nódulo que um dia “aparece” foi crescendo durante muitos e muitos anos, sempre esquivando-se do sistema imunitário.

 

A assustadora realidade é que aquilo a que chamamos “deteção precoce” é, na verdade uma deteção tardia.

 

Uma mulher é considerada saudável até o dia em que se revelam os sinais do cancro, porém se ela está durante anos a “alimentar” células malignas, não se pode considerar saudável. Por outro lado, as pessoas que optam por um estilo de vida saudável podem estar não só a prevenir, como a tratá-lo com sucesso.

 

Então porque esperar para mudar os hábitos de vida?  

 

Uma alimentação desequilibrada é a responsável por um em cada três cancros, só aqui podemos ter a noção da importância que tem uma alimentação saudável na prevenção, e na ajuda do tratamento desta doença.

 

À semelhança da maioria dos tumores, o cancro da mama começa com uma célula que se divide em duas, depois quatro, depois oito…

 

Cada vez que as células se dividem o tumor aumenta. Em trinta duplicações, uma única célula cancerosa pode transformar-se em mil milhões.

 

Quando se chega a um exame como uma mamografia, há a deteção de um cancro já existente, portanto não podemos dizer que seja um exame de prevenção, e sim de deteção da doença.

 

A prevenção da doença começa com a mudança de vários hábitos de vida, que inclui uma boa alimentação, com menos alimentos tóxicos e mais alimentos ricos em nutrientes, exercício físico, sono reparador, boa gestão de stress.

 

A medicina avançou imenso em termos de diagnóstico e tratamento do cancro, mas continua a ignorar a grande capacidade do nosso próprio corpo para se curar. Há a necessidade crescente de usar a nosso favor as duas abordagens para conseguir travar esta doença.

 

O que podemos fazer, para que a semente por onde começa o cancro não cresça?

 

Assim como uma planta precisa de água e sol, o cancro precisa de se alimentar para evoluir mas, se esta semente, que é uma célula alterada, não encontrar um terreno adequado, não poderá crescer.

 

O alimento número um para que a célula mutada comece a invadir as células vizinhas é a glicose, que pode levar a formarem-se novos vasos, a chamada angiogénese.

 

Aqui entra a alimentação, e outros fatores que vão “alimentar” as células cancerígenas, pelo aumento da inflamação no corpo. Sempre que aumenta a inflamação no corpo as células cancerígenas aproveitam-se para crescer. Daí a importância da diminuição na dieta dos alimentos ditos inflamatórios, como o açúcar, gorduras trans, carnes vermelhas, carnes processadas, leite, bebidas alcoólicas, todo o tipo de alimentos processados.

 

O cancro é uma semente que cresce e desenvolve longas raízes, que se podem alastrar pelo corpo. Com uma alimentação equilibrada e um estilo de vida saudável pode-se evitar o seu desenvolvimento.

 

Está cientificamente provado que dietas ricas em alimentos integrais e vegetais, tais como legumes, frutas e cereais integrais, reduzem o risco de muitos cancros e de muitas outras doenças.  

 

Que tal começar hoje um estilo de vida mais saudável?

 

Nesta Campanha de Sensibilização da Prevenção do Cancro da Mama, escolhi falar um pouco sobre a romã, uma fruta excelente no combate ao cancro.

 

A romã é uma fruta antioxidante, estimula o sistema imunitário, sendo capaz de levar ao suicídio as células tumorais. Impede a proliferação das células cancerígenas ao inibir o fator NF-κB (factor nuclear kappa B) e tem efeito anti-inflamatório, criando um ambiente desfavorável para as células cancerosas.

 

As antocianinas, flavonoides e taninos (ácido elágico, quercitina…), são as substâncias que lhe conferem propriedades anti-inflamatórias.

 

A substância que lhe confere maior poder antioxidante é a punicalagina, considerada o maior antioxidante natural.

 

A romã também contém catequinas semelhantes ao chá verde, outro alimento essencial no combate ao cancro.

 

 

Benefícios da roma.jpg

 

 

6 Benefícios da Romã

 

 1. Anti-inflamatório

 2. Estimula o sistema imunitário

 3. Antioxidante

 4. Inibe o fator NF-KB

 5. Potencia o efeito da quimioterapia

 6. Diminui os efeitos secundários da quimioterapia

 

Um estudo científico, muito interessante para os homens, feito em 2012, comprovou que o consumo de um copo de sumo de romã é capaz de travar em 67% a progressão do cancro da próstata avançado.

Evaluation of antioxidant, antitumor and immunomodulatory properties of polysaccharide isolated from fruit rind of Punica granatum.

 

 

“Quando a alimentação é má, a medicina não funciona. Quando a alimentação é boa, a medicina não é necessária”

(Provérbio ayurvédico)

 

 

 

Gostou? Então partilhe! 

Ajude-me a espalhar saúde! 

 

 

Newsletter nos artigos.jpg